O “beijo interplanetário” de Vênus e Júpiter; Uma extraordinária raridade

Sobre o “Beijo dos Planetas”

Novembro passado, ocorreu uma Conjunção de Planetas. Ocorre quando planetas ou objetos celestes parecem se unir. Neste caso, Vênus e Júpiter se elevarão no céu nesta conjunção.

Uma vez que os principais planetas orbitam o sol quase no mesmo plano, do ponto de vista da Terra, eles viajam do outro lado do céu em caminhos que são bastante semelhantes.

Quando as conjunções acontecem, os planetas parecem muito próximos, geralmente com apenas alguns graus de distância.

Vênus e Júpiter estarão apenas 10 graus de distância, e permanecerão perto por um dia antes e depois da conjunção.

De acordo com o site space.com observadores em Nova York verão os planetas numa diferença de cinco minutos. Júpiter às 5:26 da manhã e Vênus às 5:31 do horário local.

A dupla será visível na constelação de Virgo, a oeste da crescente lua crescente, que será maior no céu. Para aqueles que podem ver a conjunção, os planetas serão próximos o suficiente para aprecia-los com:

    • Um binóculo de campo largo;
    • Alguns pequenos telescópios;
    • Lentes de telefoto.

E no nosso continente?

Para nós no hemisfério sul esta aparição ocorrerá 03 horas mais tarde. Isto faz com que a luz do sol não seja favorável para apreciarmos a vista. Infelizmente neste sentido, nossa posição geográfica não nos favorece.

O Caso é raro, pois acontecerá novamente apenas em 2039.

Mas, não vamos ficar desapontados com isso. Haverão várias outras conjunções, por exemplo, em 28 de novembro, Mercúrio e Saturno chegarão dentro de 3 graus.

Mercúrio chega em conjunto com Saturno mais uma vez em 6 de dezembro e com Vênus em 15 de dezembro. E no dia de Natal, Vênus estará a cerca de 1 grau de distância de Saturno.

Comentários